Home       Domingo, 21 de Outubro de 2018

Itaú tem movimentações em cargos executivos

João de Biase, diretor da área comercial do Itaú BBA, começa nesta semana a ser treinado para substituir Alberto Fernandes, vice-presidente responsável pelas áreas de banco de investimentos e de atacado do Itaú Unibanco, segundo apurou o Valor.

Fernandes pediu para se aposentar no fim de janeiro e, até lá, ele e o sucessor vão trabalhar juntos num processo de transição. De Biase já foi chefe de renda fixa do Itaú BBA, mudou para a área comercial no fim de 2013, e agora vai assumir o relacionamento com os maiores clientes do banco e comandar as operações de banco de investimentos.

A promoção do executivo faz parte de uma série de movimentações que vieram na esteira da aposentadoria de Eduardo Vassimon, presidente do Itaú BBA, anunciada na quinta-feira.

André Rodrigues, diretor-executivo do Itaú BBA, vai migrar para o banco de varejo do Itaú, onde se reportará a Márcio Schettini, diretor-geral da área. Rodrigues comandará a rede de agências e o relacionamento com pequenas empresas.

Para o lugar de Rodrigues - hoje responsável por médias e grandes companhias e por renegociações de dívidas de clientes corporativos - vai Flávio Souza, atual diretor-executivo de "wealth management and services", divisão que inclui gestão de fortunas, gestão de recursos, produtos de investimentos e administração de fundos. Por sua vez, Souza será substituído por Carlos Constantini, que atualmente comanda a operação internacional de private banking do Itaú e é o executivo-chefe do banco nos Estados Unidos.

As movimentações internas foram anunciadas internamente pelo Itaú. Procurado, o banco não comentou o assunto.

Na noite de quinta-feira, o banco anunciou a indicação de Caio Ibrahim David, vice-presidente de controle de riscos e finanças, para suceder Vassimon, que irá se aposentar em janeiro de 2019 por ter atingido a idade limite para ficar no cargo. Milton Maluhy deixará a presidência do Itaú CorpBanca, no Chile, e assumirá as funções de David. Com isso, passará a integrar o comitê executivo do Itaú.

Com as mudanças, David se posiciona como um possível sucessor de Candido Bracher na presidência do Itaú. Schettini, chefe do varejo, também é apontado como candidato natural.

Fonte: Talita Moreira, do Valor