Home       Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 2018

Mastercard: Transação com cartões deve alcançar R$ 2 trilhões em 2019

O mercado de meios de pagamento deve atingir R$ 2 trilhões em transações com cartões de crédito, débito e pré-pago em 2019, ante R$ 1,6 tri aguardado para este ano, informou ontem (6) o presidente da Mastercard no Brasil, João Pedro Paro Neto.

Em número de transações, o montante no ano que vem deve ser 15% superior ao deste ano, que ficará em torno de 14 bilhões - uma aceleração frente ao ritmo que vinha sendo identificado, em torno de 10%.

De acordo com Paro Neto, a penetração de cartões nos pagamentos do Brasil é de 35%, mas a meta do setor é atingir 60% em cinco anos.

O executivo ressaltou o avanço do uso dos pagamentos não presentes — como call center, aplicativo, aproximação e comércio eletrônico —, que hoje crescem mais rápido do que os pagamentos com cartões presenciais, e já representam um terço das 14 bilhões de transações no país.

Em relação à tecnologia do QR code, ele afirmou que tende a se disseminar mais em países que não têm a cultura do pagamento com a maquininha.

Verticalização

Para o presidente da Mastercard no Brasil, a discussão sobre a verticalização perdeu sentido hoje em dia, e o debate está atrasado.

O executivo foi questionado sobre a aprovação, pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, de relatório que busca proibir que um mesmo conglomerado financeiro tenha emissão de plásticos, uma bandeira de cartão e adquirência das transações, por exemplo.

“Todos os serviços são abertos e competitivos”, afirmou Paro Neto.

Uma das preocupações que poderia haver em relação à verticalização é a trava de recebíveis, que no passado era restrito, em sua opinião. No entanto, hoje, há um mercado competitivo e o varejista pode escolher onde travar seus recebíveis, afirmou.

Fonte: Flávia Furlan, do Valor